Precisamos falar sobre consumo. Ensinando e Aprendendo EF

Vivemos na sociedade do consumo. A base da economia e da vida está no consumo, independentemente da ideologia ou crença, mas não aprendemos a lidar com isso. Vamos mudar essa situação com a Educação Financeira.

Precisamos falar sobre consumo.

Atualmente, não basta sair e comprar.

1.Porque devemos falar sobre consumo

Atualmente vivemos em uma sociedade consumista, onde o imediatismo dita a regra, acreditamos que o bem estar está atrelado ao consumo, molda nosso jeito de ser, o homem é valorizado pelas condições de consumo, nos tiram ou colocam no círculo social ou em uma determinada tribo, cedemos às pressões do marketing, fazer dívidas para consumir é normal e assim nos endividamos como nunca na história.

É isso o que queremos? Onde vamos parar se continuar deste jeito?

Não fomos educados e não aprendemos a encarar essa situação e evitar essas mazelas, não avaliamos as nossas consequências de consumo. Somos consumistas.


2.Resultado do consumismo

Muita ansiedade, muita angústia, falta de rumo, muito imediatismo, desejos sem fim e nenhuma necessidade conquistada, muita pobreza e muito endividamento.

Por isso não basta sair comprando, tem que haver responsabilidade e noção das consequências do estilo de consumo que adotamos.

O consumo deve ser algo saudável e não uma prisão ou um estilo de vida sufocante a qual vivemos atualmente, cheio de dívidas, carnês e boletos para pagar.


3.Solução para adotar um Consumo saudável

Educação Financeira com uma pitada de Consumo Consciente é a solução.

É pelo poder de nossas escolhas de consumo que demonstramos o que queremos, que impomos o que não aceitamos, que ditamos os rumos da sociedade, do meio ambiente e da economia.

E as crianças devem aprender a consumir desde cedo e usar este poder a seu favor. Queremos formar adultos consumistas ou cidadãos conscientes?

Não é uma questão de ideologia, socialismo ou capitalismo. A sociedade está assim, mesmo em nações socialistas.

O que move a economia é o consumo, não há outra forma.

Ensinar a consumir é formar cidadãos conscientes de suas consequências, capazes de fazer as melhores escolhas de consumo considerando a sua realidade, ser dono de suas decisões independente se a ideologia é capitalista ou socialista, de direita ou esquerda.

Para isso é necessário entender que:

  • não devemos nos submeter ao consumo desenfreado;

Existe vida além do consumo, proponha fazer uma lista de tudo que pode ser feito que não gaste dinheiro. Como por exemplo ir a um parque, brincar e jogar, fazer novas amizades, visitar um asilo ou orfanato, plantar árvores, atividades culturais gratuitas, caminhada, observação de pássaros, promover um mutirão para limpar uma praça, parque ou uma praia, faça um housekeeping.

Neste artigo Aproveite o Dia das Crianças e ensine Educação Financeira e Consumo Consciente veja como neste mini ebook damos outras dicas e é possível baixar um mini ebook com boas ideias.


  • fazer um planejamento financeiro, isto significa ter um orçamento doméstico e ter definido quais são os objetivos.

Ter um Planejamento Financeiro torna mais fácil saber para onde se vai, quais são as condições financeiras e se planejar para conquistar sonhos e com isso não há mais a tentação de cair no consumismo.

Vale dar uma olhada neste artigo, nele há uma lista como todos os materiais sobre Planejamento Financeiro. Veja aqui todos os materiais disponíveis sobre Planejamento Financeiro.

Mas se quiser conteúdo, veja este Ebook: Planejamento Financeiro episódios do site


  • consumir apenas o que a nossa condição financeira permite evitando ao máximo o endividamento

Para isso é preciso conhecer qual é a condição financeira. Fazendo um Orçamento Doméstico é possível saber quanto pode ser gasto e assim evitar o endividamento. Existem vários modelos de orçamento veja nesta matéria todos os modelos reunidos com explicação de cada um e também mostramos tudo sobre Orçamento: Orçamento Doméstico é um conhecimento Multidisciplinar – Ensinando e Aprendendo a Educação Financeira


  • descobrir o que é importante para cada um para fazer as melhores escolhas, isto inclui diferenciar o que é necessidade e o que é desejo e ter as prioridades definidas.

As prioridades são definidas de acordo com nossos sonhos e condições financeiras. Neste artigo falamos sobre sonho: Como sonhar? – Ensinando e Aprendendo a Educação Financeira. E este também: Atividade para trabalhar os nossos Sonhos. E aqui falamos sobre Prioridades: A importância de ensinar a definir Prioridades – ensinando Educação Financeira

Além disso devemos entender como as prioridades podem mudar conforme a situação e como eles mudam de pessoa para pessoa. Nesta dinâmica em grupo – muito divertida – é possível trabalhar esta questão e o conceito de prioridade: Dinâmica: prioridade necessidade x desejo

Desta forma o consumismo sai de cena e entra o consumo apenas do que é importante.


  • quem deve escolher o que comprar ou não somos nós de acordo com nossos objetivos.

Sabe aqueles objetivos traçados no Planejamento Financeiro? São elas. As tabelas Meta Smart” ajuda a definir esses objetivos e a Fazendo Acontecer gerencia todos esses objetivos e prioridades.

Veja nesta matéria Todos os materiais disponíveis sobre Metas, Objetivos e Sonhos como usar, como aplicar e mais dicas.


  • nossas escolhas e hábitos de consumo tem o poder de nos endividar ou permitir conquistas

Precisamos aprender como nossas atitudes, hábitos, comportamento e escolhas em diversas situações ajudam ou atrapalham a nossa condição financeira.

Neste artigo explicamos como lidar e damos um monte de outras dicas: Situações que ajudam ou atrapalham o orçamento. Veja o lançamento da atividade ou baixe a atividade:  Situações que ajudam ou atrapalham o orçamento.pdf.


  • o dinheiro não compra tudo

Uma forma de entender o consumismo é mostrar o outro lado, ou seja, que existem coisas – muito boas e importantes – que o dinheiro não compra.

O que o dinheiro compra e o que não – criança; e O que o dinheiro compra e o que não – jovens


  • não devemos ser induzidos, nem influenciados e nem manipulados para consumir mais, para isso é preciso entender como o neuromarketing age para que ele não aja sobre nós.

Veja esta série: Não deixe as técnicas de venda influenciarem as suas compra.


  • o que nos define são nossos atos, nossa ética e não o que usamos, compramos ou consumimos.

O que é ser ético, como proceder de forma justa, como agir de forma honesta em diferentes situações é outro ponto que deve ser trabalhado. Cidadania também faz parte quando falamos do aprendizado sobre consumo.

Neste jogo de baralho são apresentadas diversas situações que nos fazem pensar sobre tudo isso. E o mais interessante que as cartas apresentam os dois lados de cada situação. Causa e consequência para entender como nossas decisões atingem as outras pessoas. Nesta matéria falamos um pouco mais: “Brincar” de decidir. Atividade de EF.

Ou baixe por aqui: Tem um para cada faixa etária: Baralho das Decisões Financeiras – Fundamental; o Baralho das Decisões Financeiras – Ensino Médio e o Bralho das Decisões Financeiras – Adultos


  • não é pelo consumo que resolvemos nossos problemas, nem preenchemos carências, também não acaba como nosso estresse, muito menos nos tira da depressão. É preciso entender o efeito psicológico sobre o consumo.

Talvez um dos pontos mais sensíveis e importantes. O lado emocional, psicológico, comportamental interferem e influenciam muito sobre nossas decisões de compras. Nos conhecer, ter um equilíbrio emocional, ser mais racional quando se fala em consumo é o caminho.

Falamos muito sobre isso no nosso site. Até publicamos um ebook, veja este artigo: Ebook: Estilos lesivos de lidar como o dinheiro – Uma viagem aos mais diversos comportamentos.

Ou baixe direto: Estilos lesivos de lidar com o dinheiro. Uma viagem aos mais diversos comportamentos

Veja também esta série sobre como o nosso cérebro trabalha em determinadas situações e que acabam sabotando nossas decisões. São os vieses comportamentais. Nesta série falamos especificamente como eles interferem as escolhas de consumo: Conheça os vieses comportamentais do consumidor, um sabotador com boas intenções.


  • pegar dinheiro emprestado não é para manter um padrão de consumo acima da nossa realidade.

Veja esta matéria bem esclarecedora: Empréstimo ou financiamento não é para gastar com itens de consumo


  • o alto endividamento provocado pelo consumo compromete o consumo futuro, vide o papel da Troca Intertemporal na vida das pessoas e o efeito dos juros.

É preciso entender que ao pegar dinheiro emprestado se paga juros e que ao comprar algo para usar hoje e só pagar amanhã estamos fazendo a troca intertemporal. Essa antecipação do consumo também tem um preço. Veja tudo isso no Ebook Crédito Tudo o que você gostaria de saber e nunca te contaram, no final há questões para fixação e diagnóstico.


  • que existem ferramentas, atividades e estratégias que nos ajudam a fazer a melhor escolha de consumo

Uma delas é se valer de pesquisa de preços. Mas não basta somente coletar os preços, é necessário saber como deve ser esta comparação para decidir e se essas escolhas são coerentes com as necessidades e condições financeiras: Comparar para depois comprar.

Nesta atividade se trabalha as Escolhas de Compras de acordo com o valor da Mesada ou Renda: Decisões de Consumo Criança; Decisões de Consumo Jovens


  • para consumir primeiro é necessário ter condições para pagar

Muitas crianças e jovens não têm noção de onde vem o dinheiro que as sustentam, que é fácil passar o cartão e pronto, já se tem o que quer. Mas sabemos que na vida não é bem assim. É necessário ter uma renda para conseguir consumir. E o nível que se consegue consumir também vai depender desta renda. Nesta atividade – com conteúdo explicativo – este assunto é tratado: De onde vem o dinheiro que te sustenta?


  • o papel do consumo consciente é super importante para o futuro da sociedade. Somente assim escolhemos consumir o suficiente para uma vida digna, sem se endividar e sem esgotar os recursos do meio ambiente, equilibrando os desejos e necessidades de forma que haja o suficiente para todos hoje e no futuro.

É possível começar a tratar deste assunto com este quiz: Aplique esse quiz e descubra se é um Consumidor Consciente, Consumista ou Financeiramente Educado.

E a partir daí com um diagnóstico em mãos saber por onde prosseguir.

Neste artigo Introduzindo o Consumo Consciente – LANÇAMENTO DE ATIVIDADE com CONTEÚDO apresentamos uma atividade para começar a tratar do assunto.

Aqui ensinamos sobre o 5R: Como usar os 5 Rs – Repensar – Recusar – Reduzir – Reutilizar – Reciclar – nas finanças, uma excelente ferramenta para aplicar o consumo consciente.

E aqui dicas do que fazer para se tornar um Consumidor Consciente:

Como se adequar as novas mudanças e se tornar um consumidor consciente. O futuro do consumo V.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s