Estilos lesivos de lidar com o dinheiro – Carências Afetivas e Financeiras

Muitas vezes transferimos ao dinheiro e ao consumo todas as carências por quais passamos na nossa infância como uma forma de suprir esta ausência.

Estilos lesivos de lidar com o dinheiro – Carências Afetivas e Financeiras

Carência (sentimento) é a falta de alguma coisa necessária. Privação da algo fundamental e básico.

Carência Afetiva

Quando relacionamos carência a um sentimento, por exemplo, Carência Afetiva ou Carência Amorosa, a carência passa a ser a expressão do sentimento relativo à privação de afeto, carinho, amor.

Somos seres sociais portanto o sentimento de carência afetiva e os seus sintomas são perfeitamente normais quando se encontram em nível adequado, o problema surge quando o sentimento transborda afetando relacionamentos, decisões, o equilíbrio psicológico e emocional.

Esses sintomas podem ser de extremamente submissas, medo de desagradar, creditam à outras pessoas a responsabilidade de sua felicidade e sonhos, ciúmes, possuem baixa autoestima ou depressão ou ainda a necessidade de chamar atenção.

A necessidade de autoafirmação – do ego exagerado até o narcisista são uma configuração de enorme carência afetiva. Neste caso o sintoma já é prejudicial à saúde mental e física.

A Carência Afetiva normalmente tem origem nos primeiros anos da infância e ocorrem por “n” motivos. E por incontáveis fatos e vivências que ocorrem no decorrer da vida, essa carência pode ter uma maior ou menor influência na vida adulta.

Alguns desses sintomas podem se refletir na forma como lidamos com as nossas finanças. Dando um valor sentimental ao dinheiro para compensar a carência afetiva.

Por exemplo, quando pais têm que deixar as crianças na escola ou em casa porque tem que trabalhar para pagar as compras e poder comprar os brinquedos pode levar a criança a criar uma 👉associação entre falta de atenção, carinho e ausência ao dinheiro.

Também se traduz em 👉consumismo como uma forma de elevar a autoestima e se sentir mais forte. Talvez esta matéria te ajude: Dinheiro compra tudo? O que ele não deveria comprar!

Ou quando o consumo funciona para 👉“comprar” este afeto. Objetos, presentes, brinquedos, mimos funcionam como uma forma de comprar amor, afeto, falta de tempo.

Ou ainda comprar demasiadamente para 👉dar de presente para chamar a atenção.

No caso da necessidade de autoafirmação, narcisismo ou ego exagerado é a necessidade de ostentar, de 👉mostrar aos outros o tamanho do seu sucesso através de compras exageradas, muito luxo acima do padrão real. É a consequência.

Carência Financeira

Já as privações financeiras na infância podem acarretar em descontrole financeiro na vida adulta. Muitas vezes os adultos de hoje com melhores condições financeiras do que quando crianças querem preencher esta lacuna financeira da infância. E fazem isso demonstrando excessivamente que hoje tem posses, coisas que lá traz via os outros terem e eles não.

Comprando, possuindo é uma forma de demonstrar a si mesmo que a vida mudou. E isso leva ao descontrole. Até que ponto o poder financeiro aumentou?

Este problema tende a se agravar quando seus filhos recebem brinquedos e mimos além do tolerável. São crianças que vão 👉crescer sem limites e quando adultos também terão sério problemas com suas finanças pois não aprenderam que existem limites.

A questão central de tudo isso é que para a maioria das pessoas a gestão do dinheiro está diretamente ligado às suas emoções e ao seu estado emocional. Por isso o dinheiro tem um efeito poderoso em todas as necessidades humanas.

💡Mais uma vez o Autoconhecimento se torna importantíssimo. Separar as emoções, as mágoas, os sentimentos da razão é o caminho.

📚E ter autoconhecimento leva automaticamente a ter objetivos. Tenha em mente quais são e se dedique em alcança-los. Nosso ebook “Vamos Falar de 2021” falamos sobre isso.

🧐Se perceber que as suas carências são mais fortes do que pode controlar procure fazer uma terapia.

💪Se a sua situação já te levou ao endividamento leia este artigo “Situação de emergência pede um orçamento em crise” e comece a jornada para deixar as tuas contas em dia e aproveite e baixe ebook.

😉E por fim mude seus hábitos.

Quer conhecer todos os estilos lesivos de lidar com o dinheiro? Então leia ou ouça nossos outros artigos sobre o tema:

Estilos lesivos de lidar com o dinheiro – A emoção

Estilos lesivos de lidar com o dinheiro – Carências Afetivas e Financeiras

Estilos lesivos de lidar com o dinheiro – O comodismo

Estilos lesivos de lidar com o dinheiro – Agir sob influências culturais e tradições

Estilos lesivos de lidar com o dinheiro – Pressão família, sociedade, marketing

Você também vai gostar de:

Viver precisando de menos e ser mais feliz. Isso é possível?

Vou me casar, como fica o controle financeiro? Dúvidas do divã

Saber tomar as decisões financeiras certas – Ensinando e Aprendendo Educação Financeira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s