Como se adequar as novas mudanças e se tornar um consumidor consciente. O futuro do consumo V.

O consumismo deverá ser substituído pelo consumo consciente, mas o que fazer para se tornar um?

ÍNDICE
1.Adote o 5R
2.Use a tecnologia para ajudar
3.Busque experiências antes do comprar coisas.
4.Faça mais uso do compartilhamento.
5.Explore o máximo a vida de um produto.
6.Pense mais minimalista.
7.Pense formas de reduzir o lixo a zero.
8.Use a pirâmide das necessidades como estratégia de consumo.
9.Conviva e valorize o local.
10.Viva de forma saudável.

Primeiramente é necessário saber o quanto você é um consumidor consciente. Descobrir qual é o seu perfil de consumidor. Com base nele você saberá o seu desempenho em diversas áreas e onde pode melhorar.

Vá neste link, faça o teste e descubra: https://tcc.akatu.org.br/

Feito o diagnóstico, identifique os pontos que quer focar e depois siga com estas dicas.


1.Adote o 5R

Use a estratégia do 5R para ajudar nas suas escolhas de consumo. Das escolhas dos produtos no supermercado, da relação com a moda e beleza, da forma como se alimenta, das opções de lazer e como lidamos com o nosso orçamento são alguns dos exemplo onde podemos aplicar o 5R.

5R do Consumidor Consciente

Primeiro: Repense, para em seguida: Recusar e na sequência: Reduza.

Prossiga com: Reutilizar, Reaproveitar ou Reformar. E no final: Recicle.

Nesta matéria começamos a explicar: Como usar os 5 Rs – Repensar – Recusar – Reduzir – Reutilizar – Reciclar – nas finanças., siga a sequência e veja um montão de dicas e exemplos.


2.Use a tecnologia para ajudar

Que seja pela realidade aumentada para testar antes de comprar. Ou na busca de produtos compartilhados. E na colaboração com as pessoas que moram e vivem ao seu redor.

Pesquise marcas e produtos sustentáveis, de empresas que têm uma pauta social ou pró meio ambiente. Ou ainda fiscalize a governança. Busque por empresas que abusam da mão de obra e boicote. Descubra o quanto de recursos foram necessários até o produto que você consome chegar até você.

Veja neste site o Índice de Transparência da Moda Brasil, é mais uma ferramenta de ajuda.

Use a tecnologia para dialoguar com as suas marcas. Diga o que você gostaria que fizessem.

Esses são os principais exemplos de como podemos usar a tecnologia em prol de um consumo mais consciente.


3.Busque experiências antes do comprar coisas.

Lembramos mais das emoções, dos sentimentos do que das coisas. Momentos, vivências nos marcam mais que produtos.

Descubra como as experiências colaboram mais para a nossa saúde mental do que coisas. Ser é muito mais significativo do que ter.

Sem contar que para ter coisas normalmente custam dinheiro para manter. São compras que geram gastos. Já experiência, você vai carregar dentro de você e não um boleto para ficar sustentando.

E por fim experiência não consome recursos do meio ambiente.


4.Faça mais uso do compartilhamento

Antes de comprar pesquise se não dá para fazer uso do compartilhamento.

Porque gastar com algo que será usado poucas vezes. Não é desperdícios de recursos ter algo em casa e não ficar usando?

Em uma empresa ou loja, o produto parado é um bem ocioso, dinheiro parado, dinheiro perdido. A mesma lógica devemos ter em casa. Tudo o que está parado é um dinheiro gasto que não se está usado, também dinheiro perdido.

Se for algo que se usa uma vez ou outra, tudo bem. Mas se for ocasional e tem como pegar emprestado ou alugar embarque nessa.

Pense mais em USAR ao invés de COMPRAR.


5.Explore o máximo a vida de um produto.

Se ainda assim for comprar, que seja algo de qualidade e o mais durável, para que fique em uso o maior tempo possível. Pense em uma relação duradoura.

Quanto mais for usar mais barato sairá a compra, menos terá que repor a compra e menos recursos da Terra serão consumidos.

E quando não for mais usar, venda ou doe.

Isto inclui, cuidar bem, reparar, consertar antes de passar adiante.

Zere o descartável. Veja desta maneira: Se comprar descartável estará comprando algo para jogar no lixo, literalmente.


6.Pense mais minimalista.

Repense o que possui. Há necessidade de tudo isso? Antes de comprar ou consumir verifique se não há algo em casa que possa ser usado, convertido.


7.Pense formas de reduzir o lixo a zero.

Associe o lixo como dinheiro desperdiçado. Algo que gastamos para não usar.

Lixo é dinheiro jogado fora.

Desta forma tudo o que comprar ou consumir verifique o que irá para o lixo, será que não há outras formas ou alternativas de compra ou consumo que gere menos lixo? Um exemplo são as próprias embalagens do produto e onde acondicionamos este produto para levar para casa.

E o desperdício de alimentos? No Brasil, 1/3 dos alimentos vão parar no lixo. Descubra receitas que use o máximo dos alimentos. Faça caldos, sopas, tortas, risotos. Não comeu tudo? Congele para o dia da preguiça.

Alimentos perecíveis, compre aos poucos para não estragar antes do consumo.


8.Use a pirâmide das necessidades como estratégia de consumo.

Antes de comprar, primeiramente use o que tem para só depois pegar emprestado ou alugue. Se não tem essas duas opções troque por algo que você não usa mais.

Hierarquia das necessidades do Consumidor Consciente

Depois de esgotado essas possibilidades, pense em adquirir o produto usado. Não achou? Então opte por fazer. E somente em último caso compre.


9.Conviva e valorize o local.

Compre do comércio local, valorize a produção, o artesão local. Quanto mais perto melhor. Isso se chama Localismo.

O dinheiro que você gastou fica na sua região e reverte em melhoria econômica para todos.

E reduz a emissão de gases no transporte.


10.Viva de forma saudável.

Além de reduzir a probabilidade de doenças, o que por si só reduz gastos com remédios e tratamentos, contribui para a diminuição da poluição e desmatamento.

Viver de forma saudável é – entre outras coisas – optar por alimentos orgânicos, que não usam agrotóxicos (ou defensivos agrícolas). E o consumo de alimentos minimamente processados, que também carregam menos aditivos químicos.

Também é usar os alimentos integrais, ou seja, usar o máximo possível que um alimento oferece. E com isso reduzir os resíduos gerados desde a colheita até o nosso lixo.


Veja tudo sobre Consumo do Futuro:

O consumo consciente assumindo o lugar do consumismo. Para onde vai o consumo? I.

Consumir e contribuir ao invés de possuir, todos ganham com a economia compartilhada. Para onde vai o consumo? II

O Consumo de Experiências e a Experiência de Consumo, objetivos diferentes, mas motivos iguais. Para onde vai o consumo III

Consumo sustentável, socialmente justo e ético – o ESG cada vez mais presente. Para onde vai o consumo IV

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s