Como começar a falar sobre Educação Financeira na sala de aula. Ensinando e Aprendendo EF.

Veja estratégias, ferramentas e dicas de como começar a abordar um assunto importante, como a Educação Financeira, porém difícil e novo no ambiente escolar.

Dinheiro é um assunto muito delicado. Muitos adultos não gostam de falar do assunto.

Uns acham que é falta de educação, ou não faz parte da etiqueta social. Para outros porque não é um assunto que dominam, ou é chato. Também tem uma parcela que acha que falar sobre Finanças vai dar a entender que está passando por uma crise financeira. Tem outros que acham que podem sem querer mostrar seus status financeiro, ou ainda por considerar um assunto íntimo, da família e não deve sair das quatro paredes. Um tabu. Sem contar que pode ser um assunto traumático para muitos.

Sabemos que a realidade brasileira é de um número grande de pessoas que já passaram (ou passam) por apertos financeiros, fome por falta de dinheiro para comprar alimento, exclusão social por não ter como acompanhar os amigos e familiares por falta de recursos financeiros.

Infelizmente a causa destas situações são exatamente a falta de conhecimento em Educação Financeira.

Todos esses motivos fazem reforçar ainda mais a necessidade de sim, falar sobre Educação Financeira. E nada melhor do que usar o meio escolar para isso.

Não podendo esquecer, e por conta de todos esses motivos, a abordagem dos conteúdos relacionados deve ser feita com muita empatia, cuidado, respeito, privacidade e responsabilidade.

Ninguém quer que todos na escola saibam que “fulano” está cheio de dívidas, não é.

Um fator a mais que deve ser considerado e é primordial: entender a realidade dos alunos para poder trazer os conteúdos, assuntos e falar “a língua” dos alunos.

Agora fica o desfio – e “jogo de cintura”, para descobrir essa realidade sem invadir a privacidade familiar.

É preciso que os alunos criem confiança nos professores para que possam falar abertamente de suas situações financeiras de forma que esses mesmos professores possam trazer o conhecimento necessário para atender a demanda destes alunos.

Uma mão depende da outra. Um deve confiar no outro.

Para começar a conversa é super importante mostrar aos alunos como o empoderamento da Educação Financeira pode – e é – transformador.

Dê uma olha nesta matéria que falamos sobre a importância de ensinar EF – Porque Educação Financeira é tão importante? – Ensinando e Aprendendo EF., já vai te ajudar a entender que EF não é um assunto chato e sim um catalisador de suas vidas.

Bom argumento!

Porque Educação Financeira é tão importante? – Ensinando e Aprendendo EF.

Agora para seguir adiante e te ajudar nesta tarefa, há algumas dinâmicas, avaliações e atividades que possam ser feitas.

Aposte em jogos, dinâmicas, discussões sobre os variados temas. Quanto menos teoria e mais “mão na massa” mais os jovens e crianças vão se “soltar”.

Durante a execução dessas atividades é possível permitir aos alunos descobrirem que a Educação Financeira, sem que tenham percebido, já está inserida na vida deles.

Também vai oportunizar aos alunos se acostumarem com o assunto e desta forma irem se abrindo com o tempo.

Vale criar situações hipotéticas (porém perto da realidade deles), use exemplos de pessoas que eles não conheçam, crie famílias fictícias.

Observe o comportamento, as opiniões e comentários dos alunos que são um ótimo meio de conhecer a realidade de cada um.

Bora lá:

Você pode começar com uma avaliação diagnóstica onde, se você quiser, não precisa que o aluno se identifique, assim todos se sintam mais à vontade.

Avaliação diagnóstica educação financeira estudante

Promova um bate papo sobre estes temas, que são um verdadeiro “esquenta” – quem não gosta de uma boa conversa? Esses temas se aplicam a qualquer idade do Ensino Fundamental e Médio, bem como para o universo adulto.

O lazer virou uma fonte de consumo?

Dinheiro compra tudo? O que ele não deveria comprar!

O dinheiro traz felicidade?

Tempo é dinheiro? Será que os filósofos gregos ou Benjamin Franklin estavam corretos?

O que é Riqueza? Acumular dinheiro?

É possível viver sem ter dívidas? Dúvidas do divã?

Devo comprar à vista ou a prazo parcelado (crédito)? Dúvidas do Divã

Você não é aquilo que possui: exemplo de temas que podem gerar uma belo bate papo

Se utilizar de dinâmicas também é uma excelente estratégia:

Esta dinâmica: Dinâmica: prioridade necessidade x desejo é bem interessante com resultados surpreendentes.


Usar de brincadeiras. Falamos disso nestas matérias, aqui tem algumas sugestões:

Toda criança gosta de brincar – Ensinando e aprendendo Educação Financeira.

Como usar as brincadeiras com Educação Financeira – Ensinando e Aprendendo EF


Fazer um quiz, quem já não fez um na internet??

Nós temos um, que fala sobre consumo consciente

Estilo de vida que influenciam o consumo consciente


Por fim começar com um tema que todo mundo gosta, que é falar sobre sonhos.

Como sonhar? – Ensinando e Aprendendo a Educação Financeira

Neste artigo você encontra material que pode ser baixado, imperdível. Nosso campeão de downloads.

Pronto, quando perceberem já aprenderam muita coisa.

Você também poderá gostar deste conteúdo:

Sobre Investimentos o que se deve aprender? – Ensinando e aprendendo Educação Financeira

Saber tomar as decisões financeiras certas – Ensinando e Aprendendo Educação Financeira.

Aproveite o Dia das Mães e ensine Educação Financeira – Ensinando e Aprendendo EF

Jovens e Adolescentes – Ensinando e Aprendendo Educação Financeira

Você sabe dar valor ao seu dinheiro? com atividade para baixar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s