Porque Educação Financeira é tão importante? – Ensinando e Aprendendo EF.

Não importa o público, seja com alunos de escolas, colaboradores em empresas ou pessoas assistidas em trabalho voluntário, o compartilhamento da Educação Financeira deve aproveitar esse espaço e a oportunidade e ser inserido.

Tanto em escolas, como nas empresas, instituições e ONG, ensinar Educação Financeiras (EF) só traz vantagens e benefícios principalmente em uma sociedade, como a nossa, onde há um número elevado de famílias endividadas causadas principalmente pelo excesso de consumismo e de oferta de crédito que induzem (junto com outras pressões) ainda mais o consumo e por consequência o endividamento.

Outra razão se faz perante a falta de hábito das famílias em ensinar a lidar com o dinheiro.

Como vantagens deste ensino é a conquista da autonomia nas decisões financeiras, o estar preparado para a aposentadoria, preservar o patrimônio, conduzir uma vida mais estável e conquista sonhos.

E o que é bacana é que a Educação Financeira não se restringe a cuidar da própria saúde financeira, mas em ser consciente e responsável em relação ao seu modo de consumir e com isso incentivar as melhores práticas sociais, ambientais e econômicas preparando a pessoa para ser um cidadão do mundo

EF se dá ensinando habilidades técnicas e comportamentais.

Porém para que ela tenha sucesso é necessário traduzir para a realidade de cada um. O abismo que existem entre os diversos níveis socioeconômicos e culturais é muito grande, e em finanças essa diferença é muito mais impactante. Isso tem que ser levado em consideração muito mais do que qualquer outro aspecto. Assim ao ministrar o curso, ou treinamento é importantíssimo trazer a EF para o contexto dos alunos.

A grande questão da Educação Financeira é transpor as teorias e fundamentos para a realidade de cada pessoa ou família.

Talvez seja esse o grande desafio. O que para um pode funcionar não se encaixa na realidade do outro. E são essas realidades que o Educador deve interpretar, conhecer para que seu trabalho seja efetivo.


1) EF nas escolas

As instituições escolares ou afins são um espaço fundamental para a construção das competências necessárias para o jovem (crianças) enfrentarem os desafios sociais e econômicos da sociedade, e também para a construção e o exercício da cidadania.

E nada mais natural utilizar esse ambiente para formar cidadãos capazes de tomarem as decisões financeiras conscientes e sustentáveis tanto para a vida pessoal quanto para o país. Contribuindo para o desenvolvimento da cultura de planejamento financeiro, formação de uma poupança e investimento, controle do endividamento e formação de consumidores conscientes. Alcançar o bem estar social e permitindo a conquista de sonhos individuais, familiares e coletivos.

A EF contribui para o desenvolvimento do senso crítico, analítico, empreendedor, a inteligência emocional, a responsabilidade. Deixam nossos alunos mais aptos a enfrentarem os desafios que a vida impõe.

Com um plus de servirem de multiplicadores ao levarem esse ensinamento à família.

É um assunto interdisciplinar e transversal. Pode ser abordado em diferentes contextos, oportunidades e momentos. Nossa vida não está entrelaçada com finanças?

A EF envolve conhecimentos técnicos (matemática) bem como aspectos comportamentais, conhecimentos gerais, linguagens, filosofia, sociologia.

Aproveite o Dia das Mães e ensine Educação Financeira – Ensinando e Aprendendo EF

No artigo Orçamento Doméstico é um conhecimento Multidisciplinar – Ensinando e Aprendendo a Educação Financeira, damos muitas dicas de como a EF “conversa” com as diferentes disciplinas e/ou assuntos. Um belo exemplo atual, é a conexão do Dia das Mães com finanças, o consumidor consciente e o empreendedorismo. Veja o artigo Aproveite o Dia das Mães e ensine Educação Financeira – Ensinando e Aprendendo EF


2) EF nas empresas

Quem acha que problemas financeiros dos colaboradores não atrapalha o seu desempenho, precisa rever este conceito.

Aquilo que já desconfiávamos, é realidade apontada por pesquisas (segundo a PWC 1 em cada 5 trabalhadores admitem que os problemas financeiros pessoais invadem o trabalho). Assim como problemas familiares, conjugais, depressão atrapalham. Dívidas, excesso de contas para pagar também.

E engana-se quem acha que fica só no desempenho. Fraudes, afastamentos e turnover também são recorrentes.

Trazer uma palestra ou curso de Educação Financeira, proporcionar uma mentoria ou até consultoria para os que mais precisam contribuem para colaboradores mais motivados, maior vínculo com a empresa. Contribuem para o desenvolvimento do empreendedorismo, da resolução de problemas, a inteligência emocional, negociação, além do desenvolvimento pessoal.

Aqui também vale identificar a realidade do público. Além de identificar qual é o nível de conhecimento, qual o nível financeiro, social e cultural é necessário detectar os principais os principais problemas ou gaps para então elaborar a melhor estratégia.

Pode ser uma abordagem mais técnica – por exemplo Planejamento Financeiro (Orçamento), Crédito (financiamento/empréstimo), Dívidas, Investimento ou Aposentadoria.

Curso “A Conquista da Liberdade Financeira”

Ou mais relacionadas ao comportamento como falar sobre Metas, Objetivos, Estilos de vida ou o Consumo Consciente. Estes assuntos podem inclusive serem trabalhados com outros Treinamentos Corporativos inclusive no Desenvolvimento Pessoal.

Nós dispomos de uma série de Cursos e Treinamentos desenvolvidos para o público adulto e totalmente customizaveis de acordo com as necessidades. Veja nossa página “Cursos e Treinamentos”

Uma temática muita atual que pode ser trabalhada juntos com EF é a Sustentabilidade e o Consumidor Consciente. Veja este artigo: O 5R nos Negócios sob a ótica de finanças como é possível abordar.

3) EF no Voluntariado

Quantas vezes ONG, entidades ou instituições ao realizarem trabalhos voluntários não se deparam com famílias onde se percebe nitidamente a falta de Educação Financeira como obstáculo para melhoria de vida?

Pela visão do empresariado, o trabalho voluntário e a educação financeira juntos são uma excelente forma de potencializar os resultados em voluntariado. Afinal ensinar a EF para famílias que necessitam aumentar consideravelmente o rendimento e saber gastar o tão suado e escasso dinheiro é de vital importância para a conquista de uma vida digna, neste cenário ensinar finanças se torna totalmente relevante.

Uma das maiores deficiências encontradas é o mau uso do dinheiro, o desconhecimento do efeito dos juros compostos, o excesso de compras parceladas. Vale da uma olha no ebook que falamos sobre Crédito – tudo o que você gostaria de saber e nunca te contaram.

Outro livro muito importante que pode servir de base é exatamente direcionado para famílias endividadas. Ler “O Orçamento Doméstico em tempos de Crise” é obrigatório.

ebook Orçamento Doméstico em Tempos de Crise Financeira – Vamos Dominar esta onda

Qualquer que seja o foco e público do trabalho voluntário a Educação Financeira pode ser inserida. Seja como em forma de curso completo, mentoria, palestra, trabalho pontual, assunto específico. Oportunidades de inserir nunca faltarão. Consulte-nos para maiores informações.

Principais materiais

O Orçamento Doméstico é de longe o tema mais importante em EF.

Aqui você encontra todos os modelos:

Modelo para imprimir

Modelo de Planilha Excell

Modelo para Adolescentes e Jovens

Modelo para Crianças – Inclui toda uma sequência de construção de um orçamento

Aqui uma sugestão de exercício para analisar uma previsão de orçamento e tomar decisões

E os slides para Aula 2 – Parte 1 Análise Orçamento Peso Relativo: Apresentação em Slides da Aula “Como fazer uma análise de um Orçamentos pelo Peso Relativo e com gráfico tipo Pizza.”, inclui comentários com explicações.

Para diagnosticar o nível de conhecimento de EF – utilize este Modelo: Avaliação Diagnóstica de Educação Financeira para Estudantes.

Outro material muito usado é o que permite gerencias todos os objetivos em um lugar só: Fazendo Acontecer

E o que vai ajudar a estabelecer as metas: Planilha de Metas smart – how

Você vai gostar de ver estas matérias:

Porque Educação Financeira é tão importante? – Ensinando e Aprendendo EF.

Jovens e Adolescentes – Ensinando e Aprendendo Educação Financeira

Toda criança gosta de brincar – Ensinando e aprendendo Educação Financeira.

Como usar as brincadeiras com Educação Financeira – Ensinando e Aprendendo EF

A importância de ensinar a definir Prioridades – ensinando Educação Financeira

Sobre Investimentos o que se deve aprender? – Ensinando e aprendendo Educação Financeira

Saber tomar as decisões financeiras certas – Ensinando e Aprendendo Educação Financeira.

Orçamento Doméstico é um conhecimento Multidisciplinar – Ensinando e Aprendendo a Educação Financeira

Como sonhar? – Ensinando e Aprendendo a Educação Financeira

Aproveite o Dia das Mães e ensine Educação Financeira – Ensinando e Aprendendo EF

Fontes

CONEF – Educação financeira nas escolas: ensino médio: Bloco 1

INSPER

SEBRAE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s