Qual a diferença entre economizar, poupar e investir? Glossário de Investimento II

Economizar, poupar e investir são coisas diferentes, mas um leva ao outro e permitem alcançar os seus sonhos e manter o controle financeiro.

Muitas vezes as palavras economizar, poupar e investir são usadas em um mesmo contexto para dizer, erroneamente a mesma coisa.

Investir, economizar e poupar são coisas diferentes. Elas se relacionam, são verbos ligados a ações, mas não são sinônimas.

E saber diferenciar vai transformar você de um poupador para um investidor.

Economizar

Economizar é o ato de não gastar todo dinheiro que recebe, cortando despesas, deixando de consumir coisas desnecessárias.

Dizemos economizar quando nos referimos a atitude de reduzir gastos ou de deixar de comprar. Existe uma comparação entre o se gastaria ou consumiria com o que de fato ocorreu ou se pretende, “eu poderia ter gasto X, mas consegui gastar menos que isso”.

Também pode ser associada aos descontos que conseguimos nas compras ou ainda quando trocamos de fornecedor ou marca que no final reduza o valor total pago.

Normalmente quando economizamos dinheiro, sobra dinheiro para poupar e investir. Mas se os gastos forem maiores que a renda este ato de economizar poderá ser suficiente somente para equalizar as contas. Nem a mais e nem a menos. Neste caso a economia não trouxe condições para poupar nem investir somente para não criar dívidas, o que é muito positivo.

Poupar

Poupar é o ato de guardar dinheiro para o futuro ou para uma determinada(s) necessidade(s). Guardamos dinheiro para ter uma reserva financeira para casos emergenciais, imprevistos.

Guardamos dinheiro para investir na aposentadoria (percebam já a diferença entre poupar e investir).

Popularmente dizendo, poupar é a atitude de juntar dinheiro para algum objetivo.

Podemos também dizer que estamos economizando dinheiro para poupar para uma determinada finalidade. (Veja outro exemplo da diferença entre economiza e poupar).

Daí vem a inspiração para o nome da aplicação de investimento chamada Poupança, a queridinha do país. Porém esta aplicação não é uma forma inteligente de fazer render o dinheiro poupado. Isso porque a rentabilidade, ou seja, o quanto de lucro ela vai dar, é muito pequena muitas vezes perdendo da inflação.


Investir

Investir é o ato de colocar o dinheiro em uma aplicação financeira que traga rendimentos. Ou seja, é aplicar em investimentos que tenham retornos financeiros que aumentem o patrimônio pessoal.

É buscar por aplicações financeiras que tragam a melhor rentabilidade de acordo com a finalidade.

Investir é potencializar o dinheiro. Vai além de poupar. Quando investimos temos como finalidade o dinheiro colocado aumente de valor.

Porém investir não é ficar rico da noite para o dia. Isto é apostar. O enriquecimento vem com um conjunto de ações, onde investir é apenas uma delas. O retorno do investimento vem a longo prazo, com o tempo.

Investimos para alcançar objetivos, realizar nossos sonhos.

Poupar é apenas para guardar dinheiro para ter – possuir, enquanto que investir se “guarda o dinheiro” no investimento para que o dinheiro renda, traga retorno, tenha lucro, que cresça.

Um é ter o outro é render.

Poupamos para ter reserva de emergência para casos inesperados ou para gastos de curto prazo. Já investimos para objetivos de longo prazo, para formar a aposentadoria, comparar a casa própria, para enriquecer, para ter conforto.

Percebam então que a Reserva de Emergência não é um Investimento. É um valor guardado para eventuais casos urgentes e não previstos. Mas isso não significa que este valor deve ficar na Poupança, há opções melhores.

Deixe esse valor em uma aplicação que tenha alta liquidez, mas que pelo menos recupere o valor da inflação.

E lembre-se sobrando ou não dinheiro para poupar e para investir devemos estar sempre economizando.

E não se esqueça, antes de investir não tenha dívidas e já tenha uma reserva de emergência formada.



Você também poderá gostar destes artigos:

Quando é a hora certa de adquirir a casa própria: Dúvidas do Divã

13º Salário – Como usar de forma Inteligente e potencializar o seu valor.

Por que precisamos dos objetivos? Objetivos Financeiros II

Pensar a longo prazo – Comportamento do Investidor V

CUIDADO: Os 5 golpes mais comuns para quem investe inclusive em Bitcoin

Fontes e sites consultados:

Cunha Oliveira, Ricardo da. Administração Financeira: uma análise conceitual. Revista Estação Científica. Portal Estácio. 2016.

FGV – Curso 2 – Como fazer investimentos I

FGV – Curso 4 – Como fazer investimentos II

Estadão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s