Vale a pena antecipar a restituição do Imposto de Renda? Dúvidas do Divã

Chega a época da antecipação do IR e os banco já promovem a antecipação do IR. Mas é um bom negócio? Ou propaganda de banco? Vamos decifrar

Eis outra dúvida que muitos têm. Quando vale a pena ir ao banco e solicitar a antecipação do IR? Se é que vale?

Vamos começar deixando bem claro.

Antecipar o Imposto de Renda – IR – é um EMPRÉSTIMO.

Na qual a garantia é a restituição que o governo vai te pagar referente a esse IR. E o pagamento do empréstimo se dá na data em que ocorre o depósito pelo governo em sua conta. Com data limite predeterminada na assinatura do contrato. Isso significa que se a sua restituição cair na malha fina, você terá que pagar da sua conta o valor do empréstimo.

Simplificando a operação: Você vai receber agora, o valor da restituição (ou uma parte conforme cada banco) – MENOS os juros cobrados ao mês, ao invés de receber na data que o governo te pagar.

Um exemplo clássico do que é a troca intertemporal. Uma troca entre receber agora – pagando juros por isso – ou esperar o governo depositar em sua conta o valor da restituição recebendo juros. A previsão da Receita Federal é que o último lote de restituição se dará no dia 30 de setembro. Se não cair na malha fina

Troca Intertemporal – uma escolha entre hoje ou amanhã

Agora vamos analisar os benefícios ou não de antecipar.

Vimos que essa antecipação é um empréstimo e como tal deve ser enxergado. Isto significa que estamos falando em pegar um valor que não me pertencente – que irei usar em troca do pagamento dos juros. (Veja o ebook Crédito que explicamos direitinho).

ebook Crédito -
ebook Crédito – Tudo o que você gostaria de saber e nunca te contaram.

Assim como todo empréstimo, é necessário ter uma boa justificativa, fazer um bom planejamento, realizar uma boa analise para só então decidir.


1) A priori, um empréstimo deve ser a última opção.

Se for para sair gastando com compras, definitivamente não é uma boa opção. Espere o depósito em sua conta para então gastar.

Empréstimos e financiamento NÃO são para compra de itens de consumo.


2) Se for para pagar dívidas do cheque especial ou cartão de crédito é uma boa opção.

Se (e provavelmente será) os juros forem maiores do que o da antecipação. Essa regra vale para qualquer dívida que tiver. Compare o CET (juros e custos) das dívidas com a da antecipação e escolha pela menor. Neste caso estamos falando de troca de dívidas. E claro, não faça mais dívidas. Corte os gastos. Siga as dicas do Orçamento em Crise.


3) Se o caso for falta de caixa, a decisão fica um pouco mais delicada.

Verifique o valor que você vai deixar de ganhar antecipando a restituição. Será que esse valor não vai fazer falta lá na frente. Será que não vale a pena segurar mais um pouco os gastos, cortar algumas coisas por um período (até setembro, está logo aí) e no final ter um valor maior, isso porque o governo vai corrigindo o valor desta restituição pela taxa da Selic.

Além de não perder valor com os juros você ainda vai receber juros. Pense nisso.


4) Se render ao marketing não caia nessa

E lembre-se o banco ganha emprestando dinheiro, então o marketing – não só do banco, mas das lojas também – faz parecer que é indispensável antecipar o seu IR para sair gastando. Verifique se não é esta a situação. Veja se não está se rendendo a pressões. Veja em Estilos lesivos em lidar com o dinheiro: Pressão da família, sociedade e marketing. Não caia nessa.

Ebook Estilos lesivos de lidar com o dinheiro
5) Se você é empreendedor e quer turbinar o negócio

Primeira questão é, a restituição é um valor pessoal e não jurídico. Isto tem que estar bem claro. Não misturar conta pessoa física com a jurídica.

Se você como pessoa física vai fazer um investimento no seu negócio, faça um planejamento bem rigoroso. Veja o CET, veja qual vai ser o retorno do investimento (ROI parte fundamental), em quanto vai aumentar o faturamento. Esse investimento tem que ser agora ou pode esperar? São questões que tem que ser analisadas.

Conclusão

Se estiver pensando em antecipar, primeiro compare o valor que vai receber de restituição (lembre-se da atualização pela SELIC) com o valor CET desta antecipação.

Veja todas as dúvidas do divã respondidas aqui:

Como dar mesada? – Dúvidas do divã

Vale a pena antecipar a restituição do Imposto de Renda? Dúvidas do Divã

Como fica o orçamento doméstico do autônomo se a renda é instável?Dúvidas do divã

Fiquei desempregado, e agora? Dúvidas do divã.

Vou me casar, como fica o controle financeiro? Dúvidas do divã

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s