Orçamento em Crise, chegamos! Eliminando Dívidas

Há uma luz no fim do túnel, a crise se aproxima do fim.

No post de hoje vamos ver as últimas 2 estratégias do “Orçamento em Crise” que propõem colocar as contas em ordem e sair de uma crise financeira o melhor possível, são:

Refazer o Orçamento e Eliminando as Dívidas.

Para relembrar as anteriores, acesse:

Situação de Emergência Pede um Orçamento em Crise

Orçamento em Crie Aprenda a Priorizar

Refazer o Orçamento

Nesta altura do processo, já fizemos um levantamento de todas as dívidas e obrigações, já reduzimos os gastos e os classificamos em prioridades de importância.

Baixe aqui nossos modelos. O impresso ou o modelo excell.

Com base nessas novas informações, devemos olhar o Orçamento Doméstico com muita atenção e carinho.

Atualize de acordo com o que você levantou até agora! Coloque os gastos e obrigações conforme as prioridades, retire do orçamento tudo o que você já cortou. Inclusive as obrigações vencidas e que ficarão de fora (por enquanto).

Ficou Positivo; excelente. Já pode ir para a próxima estratégia.

Ficou Negativo refaça todos os processos do “Orçamento em Crise” novamente, será que não tem mais desperdícios que podem ser eliminados, ou necessidades que podem ser consideradas supérfluas e cortadas. Reveja as prioridades de pagamentos, talvez mais dívidas terão que ser adiadas. Considere aumentar a renda.

Vá refazendo até encontrar um equilíbrio nas contas, o resultado têm que no mínimo ficar empatado.

Eliminando Dívidas

Ufa, esse dia chegou. No momento que seu Orçamento entrou em equilíbrio (e somente neste caso), as contas estão sendo pagas em dia, não há novas dívidas, chegou o momento de começar a reduzir o endividamento.

De nada adiante resolver as dívidas do passado criando outras dívidas, você vai girar sem sair do lugar.

Para fazer isso siga esses pontos:

 1. Credor: peça, somente a ele, a situação exata do débito.

Peça por escrito: o débito total, o número de prestações em atraso, os acréscimos ocorridos nas prestações e a taxa de juntos observada nesses cálculos. Você vai ter uma surpresa quando vir o efeito nocivo dos juros sobre juros que financeiras e bancos cobram em sua dívida.

2.  Cálculo Correto: Verifique os cálculos e o valor atualizado.

Procure um órgão de defesa do consumidor – por exemplo, o PROCON* – uma consultoria, um contador também, eles podem ajudar a entender se os cálculos estão corretos, ou houve abuso.

Infelizmente existem muitas pessoas de má fé que querem aproveitar situações de fragilidade, portanto não aceitem, sem verificação prévia, os valores que serão apresentados. Nem aceite pressões para pagar a dívida imediatamente. Faça tudo com calma.

3. Negocie: Siga a mesma ordem de prioridades que você já fez. (estratégia 3)

De posse dos novos valores, negocie os débitos diretamente com o credor. Peça desconto nos juros e no valor da multa. Tente parcelar, mas atenção para não aumentarem mais ainda os juros. Estabeleça um novo contrato com todas as condições por escrito, com juros, multas, etc. Busque um acordo com diminuição da dívida.

Se informe como fazer para negociar, às vezes determinada atitude pode te beneficiar.

Se não houver negociação e não for um item prioritário, ou se o valor mesmo com desconto continuar alto, talvez valha a pena deixar de pagar esta e com isso conseguir juntar um valor maior para eliminar outra dívida. Existem situações em que o desconto para pagar a dívida toda à vista é bem grande, então também vale a pena esperar e ir juntando mês a mês (mas atenção = ponha esta meta no orçamento, senão você nunca vai conseguir acumular).

Tem que fazer as contas. Vá olhando a lista de prioridade junto com o orçamento.

ATENÇÃO = somente assume a renegociação/novo empréstimo se esta nova parcela

 COUBER NO NOVO ORÇAMENTO

Assim que fechar o novo acordo coloque no orçamento.

4.  Trocar Dívida: Dívidas possuem juros e multas diferentes, elimine as mais caras trocando-as.

Talvez ainda não haja dinheiro suficiente para eliminar essas dívidas, mas trocar um contrato por outo, onde a parcela é menor e os juros também são, pode ser uma boa solução.

Um exemplo é a dívida com o cheque especial e com o cartão de crédito rotativo. A taxa é exorbitante. Procure por alternativas de financiar esses valores, e troque.

ATENÇÃO: em hipótese alguma volte a ter dívidas nesses contratos, se não a sua situação vai ficar pior do que antes. Você vai ter o novo financiamento e vai continuar com o velho com juros altíssimos.

Para saber como contratar um novo empréstimo ou financiamento é muito bom ver o ebook: Crédito – Tudo o que você gostaria de saber e nunca te contaram, para acertar.

5.  Pagar o de maior valor: No caso de dívidas em situações de prioridade e juros semelhantes

Psicologicamente surtirá um efeito maior, pois a “quantidade” de dívidas que sobrar vai ser menor e você vai ver a lista reduzir – em quantidade. Isso serve como um bom incentivo para continuar, afinal está trazendo bons resultados.

6.  Ajuste o orçamento: sempre e todas as vez que fechar algum acordo coloque a nova obrigação no orçamento. Não queremos que você deixe de pagar o que acabou de se comprometer.

Lembrando: só aceite o novo acordo se tiver certeza que vai conseguir pagar.

Para ler a série completa, baixe o 📚ebook, é gratuito.

capa do ebook “O Orçamento Doméstico em tempos de crise financeira”

Ou siga esta trilha por aqui no site:

Situação de emergência pede um orçamento em crise

Orçamento em crise: Aprenda a priorizar

Orçamento em crise. Chegamos! Eliminando dívidas

Negociando dívidas. Dicas

Dicas de como sair da crise financeira

Já vá fazendo seu novo Planejamento Financeiros seguindo as dicas destes 2 ebooks:

Capa ebook Planejamento Financeiro – Todos os episódios da série juntos
Capa do ebook Vamos Falar de 2021

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s