Cuidado: Investir seguindo apenas opiniões de influencers

A internet e suas redes sociais está lotada de posts sobre como enriquecer, exemplos de conquistas graças a aplicações financeiras. Será verdade ou é “conto do vigário”? Como saber?

Você se baseia em quais informações para decidir onde investir? Uma pessoa, uma instituição, um amigo, um parente?

Esse canal de informações é idôneo, há algum patrocínio por trás? Quais são as credenciais da pessoa? Qual é a formação técnica? Quais são os certificados?

Você conhece a expressão “conto do vigário”?

Expressão ligada a aplicação de golpe com intuito de ganhar dinheiro ou vantagem indevida em relação aos outros.

E sobre “falsos gurus”?

Ou falsos profetas. Expressão ligada às pessoas que se dizem profundos conhecedores, porém são charlatões, fraudes. Seu termo primeiramente ligado à religiosidade, transcendeu e a expressão atualmente é cunhada a qualquer pessoa que se vende como mestre em determinado assunto, porém não possui credenciais para tanto.

Com a explosão de investidores na bolsa de valores, o estouro de “especialistas” influenciadores digitais, youtubers, blogueiros etc veio na mesma proporção.

Basta uma rápida pesquisa nas redes sociais para verificar a quantidade de post sobre investimentos em renda variáveis, day traders, fundos de investimentos, bitcoins, fundos imobiliários e assim por diante.

Um puxa o outro. Mais pessoas investindo, mais se fala no assunto mais pessoas se animam e vão investir também. E mais pessoas se viciam.

Pronto, o cenário está montado para charlatões de plantão. Tome cuidado, fala e imagem bonita, bem feita não é sinônimo de qualidade das informações.

Preste atenção: “INFORMAÇÃO é diferente de “RECOMENDAÇÃO” e de “OPINIÃO”, são 3 coisas distintas.

Informação é quando se passam dados, conhecimento sobre determinado assunto. Isento de opinião, de recomendação. Porém é preciso verificar se a informação procede, ou é “fake news”.

Recomendação em investimento só podem ser dadas por analistas ou consultores de valores mobiliários e TEM que ter credenciais. Recentemente a CVM orientou qual é o limite entre influenciadores e analistas profissionais. Para cada tipo de atuação há uma credencial específica.

Todos são livres para opinar, porém ela se torna irregular quando há por trás um ganho financeiro (mesmo indiretamente) em troca desta opinião. A partir do momento em que a postagem tem caráter e uso profissional é necessário ser um analista ou consultor credenciado.

Enriquecimento rápido, retorno garantido, negócio lucrativo, certeza de ganhos acima da média.

São todos indícios bem fortes de que é FALSO ou NÃO É BEM ASSIM

🕵️‍♀️Enriquecimento rápido – investimento idôneo com rentabilidade maior, que não seja aposta, se faz a longo prazo. Tudo na vida leva tempo. Até os influenciadores sérios, ralaram, se dedicaram, estudaram para chegar no patamar de influencers. O mesmo vale para investir na bolsa de valores. Veja em Pensar a longo prazo.

🕵️‍♀️Retorno garantido – com rentabilidade alta não existe. Se quiser boa rentabilidade vai ter que investir em aplicações com risco elevado. Veja os relatórios de fundos de investimento, de analistas credenciados, de corretoras sérias. Todos não garantem o retorno futuro. Apenas mostram os retornos do passado. E retorno passado não é garantia de retorno futuro. Veja em Os riscos.

🕵️‍♀️Negócio lucrativos – honesto -só se faz trabalhando, dedicando. E mesmo assim há altos e baixos.

🕵️‍♀️Certeza de ganhos acima de média – pode até ser que em um curto período há ganhos acima da média, porém não vai ser duradoura. Estude o passado dos rendimentos da aplicação que você está pensando em aplicar. Veja o histórico. Analise os altos e baixos que teve. Em renda alta o risco será sempre alto.

Como se prevenir:

  • Exija credenciais – CVM, ANBIMA, B3 e os Órgãos reguladores quando for receber uma recomendação. Se for opinião, cheque as qualificações;
  • As únicas pessoas que podem fazer recomendações são analistas ou consultores com credenciais;
  • Privilegie conteúdo ligado a entidades, órgãos ou pessoas que não são ligadas a venda de produtos que denotam influencia.
  • Cuidado com comentários que associam informações privilegiadas a assinaturas;
  • Cuidado com influencers ostentando riqueza. Pesquise a sua história, verifique se as informações passadas são verdadeiras.
  • Estude investimentos, conheça como o mercado funciona, se informe em múltiplos canais (livros, entidades, documentários, filmes, jornais) e veja sempre a procedência. Aqui na Cadê Meu Tesouro temos muitos materiais.

Para investir é fundamental saber qual o seu perfil, quais os seus objetivos, seus sonhos, finalidade do investimento. É preciso diversificar. E antes de tudo ter um planejamento financeiro. Vejas nossa série sobre Onde Investir meu dinheiro – A diversidade, explicamos tudo o que você precisa saber para que você elabore uma estratégia de investimentos adequado à sua realidade.

Siga nosso site para receber informações com qualidade.

Processando…
Sucesso! Você está na lista.
Veja nossos artigos sobre Cuidados no investimento:

CUIDADO: Investindo como se fosse um gamer!

Cuidado: Investir seguindo apenas opiniões de influencers

CUIDADO: Mesada para crianças investirem na bolsa.

CUIDADO: Pirâmides Financeiras caem

Cuidado: Investir também vicia

Sites visitados:

Wikipedia

Economia UOL

Infomoney

Estadão

Por Chris West

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s