Transformar sonho em realidade III – sem conflito entre os sonhos

Temos tantos sonhos que a realização de um pode ser o impedimento de outro.

Isso pode acontecer? Um sonho entrar em conflito com outro? Acredite! Pode. E isso vai te deixar confuso na hora de transforma-lo em realidade e estipular as metas.

Quer saber como?

Sonhar é preciso. Quando sonhamos tudo passa pela nossa cabeça. Sonhos podem ser considerados, entres outras definições, como nossos desejos reprimidos.

E desejos é o que não nos falta. Desde o mais simples como desejar que saia sol no dia que você marcou de ir à praia, tomar banho na represa, no rio, no clube, até o desejo de ganhar na Mega Senna passando por desejos mais concretizáveis, como por exemplo, conseguir comprar uma moto, se formar na faculdade, ser promovido no emprego, ir ao tão sonhado show do seu ídolo.

Você notou que nessa lista existem desejos que estão acima da nossa capacidade de domínio, influência. Não temos poder sobre o clima, muito menos em prever quais os números de um jogo que serão sorteados. Para esses sonhos não adianta estabelecer objetivos e traçar metas. Podemos marcar de ir à praia, podemos (e deves) ter as informações corretas e baseado nisso tomar decisões, se chover ou agente encara a chuva ou muda a data. Querer ficar milionário esbarra na probabilidade de acertar os números, podemos estudar estatística e torcer que justo no dia de jogar a sorte vai bater na sua porta. Nosso poder de influencia fica nisso. Esse primeiro tipo de conflito esbarra exatamente nisso, não temos poder de tornar realidade, podemos mitigar, nos precaver (se apostei devo considerar perder o dinheiro), nos informar para no máximo não nos pegar de surpresa (ver a previsão do tempo) e traçar ações se A ou B acontecer.

O segundo tipo de conflito se refere quando temos um conjunto de sonhos e queremos realizar todos praticamente juntos e/ou que não combinam entre si, gerando conflitos.

Por exemplo, será que há disparidades entre a profissão que quer ter, os planos de estudo, o local onde morar, o padrão de qualidade de vida desejado, o modelo familiar que almeja etc.? Já imaginou alguém que quer ser veterinário especializado em boi, porém quer morar em uma praia paradisíaca? Faz sentido? Realisticamente falando, quais são as chances de um veterinário especializado em boi encontrar trabalho em local predominantemente turístico e deserto. Impossível não é, mas, muito improvável. Pode acontecer o contrário, querer ser um guia turístico de aventura e amar morar em grande metrópole.

Ter filhos na casa dos 20 anos pode ser difícil de conciliar com o sonho de estudar medicina ao mesmo tempo, por exemplo. Vale o estresse?

Note que estamos falando que existe conflito, não impossibilidade. Existem sonhos que são árduos, difíceis, demandam dedicação, disciplina, perseverança. O que fazer? Afinal o caminho a ser percorrido não será fácil e será que vale a pena o sacrifício de ir atrás de todos os sonhos? Esta é a primeira pergunta a se fazer.

Decisões terão que ser tomadas, colocar na balança. Existem situações que ou é um ou o outro. Vale analisar o que é mais importante para você. Família? Trabalho? Estudo? Viagem? Casa? Noites bem dormidas? Depende dos sonhos e da história de vida de cada um.

Vale lembrar que RIQUEZA não necessariamente é estar cheio da “grana”. É ser feliz, ter atitudes saudáveis que não vão, lá na frente, me causar nenhuma doença ou briga familiar. Ser rico é estar de bem com a vida, é VIVENCIAR a vida, SENTIR – DESFRUTAR que ela te traz, de nada adianta trabalhar 16-18 horas por dia para conseguir comprar aquele celular de última geração se não tenho tempo nem de ir tomar um chope com os amigos e relaxar, não ver a apresentação de sua filha na festa do dia das mães ou dos pais.

Também não adianta DESFRUTAR de um fim de semana num RESORT de luxo e passar o resto do ano tendo que viver trancado dentro de casa pagando as prestações, contas atrasada, pagando juros se enrolando.

São questões que tem que ser consideradas, por isso colocar tudo na balança é primordial.

Quer uma dica? Liste todos os sonhos, dê uma pontuação para cada um e assim você vai ter um ranking. Vai te ajudar a escolher as prioridades. Lembrando que como o passar do tempo nossas prioridades mudam. Vale pensar nisso também.

Para conhecer a série toda veja:

Transformar sonho em objetivo I – começa pelo autoconhecimento

Transformar sonho em objetivo II – têm que ser útil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s